Já parou para ver como seu pet está atento a coisas que você sabe que não está percebendo, mas que ele está? Nesse post falaremos sobre os sentidos do seu cão e gato.

Refinados pelo tempo

Os sentidos do seu pet são resultado de muitas e muitas gerações refinando cada um deles para se adaptar ao meio em que viviam e dominar a arte da sobrevivência. Não é de se espantar que ele perceba o mundo de uma forma diferente dos humanos e diferentes de outras espécies também e se o tutor entender isso pode estimular de maneira prazerosa os sentidos do seu pet.

Visão além do alcance?

A visão é um afiado sentido do cão e do gato e apesar de eles não enxergarem o mundo como nós, eles possuem capacidades interessantes que nós não temos. Ambos são muito bons em enxergar com pouca luz e excelentes em detectar movimento, mas nenhum deles percebe a mesma gama de cores que nós humanos percebemos. Essa grande capacidade de enxergar no escuro está ligada aos hábitos crepusculares (amanhecer e entardecer) do seu pet felino.

Esperto é o gato, que já nasce de bigode… e o cachorro também

Sim, no que diz respeito o tato o mais importante é ressaltar os bigodes dos seus pets. Tanto gatos quanto cachorros usam aqueles pelos especializados na face para perceber muita coisa ao seu redor. Não é à toa que seu gato reage (alguns gostam e outros detestam) quando você brinca com os bigodes dele, o pet felino possui grande sensibilidade nos bigodes e nos pelos das patas dianteiras, também muito usadas pelo gato na “interação com o mundo”. Esses pelos captam movimentos do ar, servem para medir se o pet é capaz de atravessar uma passagem estreita (no caso dos gatos) e orientam espacialmente o animal.

Ah! O sentido mágico que detecta as visitas

Aqui está um dos sentidos em que ficamos muito aquém das capacidades dos nossos companheiros animais. A audição de cães e gatos é muitas vezes mais aguçada do que a dos humanos, em todos os modos. Quantas vezes você já não se pegou perguntando ao que seu pet estava tão atento com orelhas em pé, sendo que você não ouvia nada.

Sabe aquela cigarra que você ouve cantar? Pois é, em alguns casos cães chegam a latir ou uivar de dor por causa do ruído alto desses insetos. Seu pet canino tem os ouvidos pelo menos 10 vezes mais apurados que os seus, e seu bichano é ainda mais sensível. O espectro de sons que cada uma dessas espécies é capaz de ouvir também difere bastante da nossa (o que levamos de vantagem ao enxergar cores, perdemos de longe aqui nos ruídos): humanos possuem uma faixa auditiva média de 20 a 20.000 hertz, seu cão pode ouvir de 15 a 50.000 hertz e seu gato impressionantes 65.000 hertz. E seu bichano não só é capaz de ouvir como em alguns casos é capaz de produzir esses ultrassons: filhotes de gatos algumas vezes usam essas altas frequências para chamar pela mãe sem alertar outros predadores de capacidade auditiva inferior.

Cheirando tudo

O olfato é outro sentido do seu pet que é tão mais apurado que torna difícil imaginar como funciona esse tipo de percepção. Nós humanos temos por volta de 5.000 células olfativas enquanto os cães podem chegar a 200.000. Por isso seu pet, tanto o cão quanto o gato, cheira tudo o que encontra, esse é o sentido mais importante para cães. Esse faro desenvolvido é capaz de detectar muito bem quando a comida que você oferece ao pet está em bom estado ou não e é essa capacidade, junto do paladar não tão apurado, é o que torna gatos tão “chatos” para comer.

Percebendo as diferenças

Agora que você já sabe um pouco mais sobre como seu pet, seja cão ou gato, percebe o mundo, você deve entender um pouco melhor porque seu pet possui alguns comportamentos e pode ter ideias para brincar, de forma positiva, com os sentidos do seu peludo.

Comments

comments