O Akita Inu é um dos cachorros mais antigos da história. Originária do Japão, a raça surgiu cerca de 3000 anos atrás. Alguns criadores acreditam que muitos de seus exemplares já existiam antes na Europa e, posteriormente, tiveram sua genética aprimorada pela nação oriental. Os Akitas são grandes, imponentes, independentes e protetores. Eles comumente são usados como cães de guarda devido a essas características. Na maioria das vezes, são cachorros bastante silenciosos, que latem apenas em último caso ou quando algo chama muito a sua atenção. Hoje podemos ver vários Akitas trabalhando como cães policiais no Japão justamente pelo seu comportamento e forma de lidar com as mais variadas situações. Há quem acredite que o akita seja descendente direto dos cães spitz. Seu tamanho, porém, é bem diferente do deles, se destacando por muito tempo como um cachorro de caça. Era comum que eles caçassem ursos e outros animais grandes na província de Akita, ilha que deu origem ao seu nome. —- A saúde do Akita Inu —- Por ser um cachorro de grande porte, os Akitas podem apresentar problemas em algumas partes do corpo, especialmente em articulações, como displasia coxofemoral (do quadril) e displasia do cotovelo. Além disso, também podem sofrer com problemas renais com o passar dos anos. É importante fazer um controle por meio de exames para saber se seu pet não tem alguma doença típica da raça. A fase inicial da vida do seu Akita pode definir como a saúde dele se desenvolverá com o passar do tempo. Akitas são cães que crescem e aumentam de tamanho muito rapidamente e isso pode ser prejudicial caso não sejam tomados os cuidados necessários com sua saúde. Por ser um cão um tanto quanto pesado, algumas brincadeiras podem acabar machucando, então, evite superfícies duras e pisos escorregadios. Brincar em um gramado seria o ideal para ele! Além disso, vale lembrar que os cuidados básicos como escovação dos pelos, atenção com os dentes para evitar o acúmulo de placa bacteriana (tártaro), vacinas, antipulgas e carrapaticidas em dia são essenciais para que qualquer cão seja saudável.



Source

Comments

comments