Se você já teve que acudir um pet ou até mesmo outra pessoa, sabe como é importante ter alguns equipamentos à mão nas horas de sufoco. Conheça aqui o básico que você deve ter prontinho em casa para alguma emergência com seu pet.

Por que ter um kit?

Todos estamos sujeitos a sofrer acidentes e nossos pets também, portanto ter uma caixa/mochila com o básico para os primeiros socorros pet é tão importante para o tutor quanto ter um outro kit para atender os humanos da casa.

Eu devo ter dois kits então?

Sim. Pessoas e pets têm necessidades diferentes e nem sempre sofrem os mesmos tipos de imprevistos, é importante que você esteja preparado, mesmo que nunca venha a precisar, para ajudar seu pet ou alguma outra pessoa. Para tal, torne ambas as caixas de primeiros socorros de fácil identificação.

Começando pelo básico

O primeiro passo para se montar um kit de primeiros socorros pet é justamente definir a caixa ou mochila onde você vai guardar os medicamentos e materiais. O recipiente deve ser algo de fácil transporte, fácil identificação (lembre-se que em momentos de acidentes nem sempre pensamos com total clareza) e que possibilite manter os materiais organizados e protegidos.

Documentos e informações

Caso ocorra uma emergência, é importante que você tenha os documentos do pet e informações sobre o pet, como alergias, medicamentos que ele toma regularmente e dosagens. É interessante também ter uma lista de cada um dos itens do kit e a dosagem adequada dos remédios no kit para o tamanho do seu pet, afinal pode não ser você a precisar atender seu cão ou gato em uma emergência.

Outras informações úteis são os contatos e endereço do seu veterinário de confiança e hospitais veterinários que possam atender seu pet. E, por fim, lembre-se de checar essas informações com frequência, tal como os prazos de validade dos materiais e medicamentos do kit. Um bom plano de saúde ajuda bastante com essas emergências e se seu pet possui um, a documentação necessária para o atendimento pelo plano também é um item importante para se ter no seu kit.

Materiais básicos

  • Soro fisiológico
  • Algodão
  • Cotonete
  • Esparadrapo
  • Rolo de gaze
  • Tesoura
  • Pinças
  • Luvas descartáveis
  • Termômetro
  • Bolsa térmica (preferencialmente aquelas que podem ser aquecidas ou congeladas)
  • Conta gotas e seringa oral
  • Solução de limpeza da orelha
  • Pó hemostático – pó antisséptico e bactericida que interrompe o sangramento
  • Antisséptico
  • Remédio contra diarreia
  • Remédio para alergias
  • Remédio contra enjoo
  • Focinheira (para pets maiores)

Lembre-se de anotar para que serve cada um dos medicamentos que você puser em seu kit e a dosagem adequada.

Cuidado com os remédios

Bastante cuidado na hora de escolher e ministrar medicamentos ao seu pet, afinal a fisiologia deles é diferente da nossa e um medicamento que nos ajuda pode ser altamente tóxico para eles (como o paracetamol para gatos), além disso um remédio que é adequado para cães pode não ser adequado para gatos e vice-versa. Consulte sempre seu veterinário a respeito de quais medicamentos você deve ter em seu kit de primeiros socorros e quais seu pet não pode tomar em hipótese alguma.

O item fundamental!

Bastante calma! Esse é o principal item a se ter quando seu pet sofrer um acidente. Um pet com dor ou assustado pode arranhar e morder enquanto você presta os primeiros socorros, por mais dócil que ele seja normalmente (por isso recomendamos a focinheira para pets maiores). Manter o pet calmo e se manter calmo pode fazer toda a diferença na hora de prestar os primeiros socorros e transportar o animal para o veterinário. Ninguém quer ver seu peludinho passar por apuros, mas é melhor estar preparado caso haja algum imprevisto.

Comments

comments