Você está com uma cadelinha ou gatinha prenha ou que pariu recentemente e não sabe como ajudar? Esse post traz alguns cuidados com sua nova mamãe e seus filhotes.

Preparando a chegada

A gestação do seu pet cadela ou gata deve durar cerca de 60 dias e nesse período é importante que o tutor providencie uma alimentação mais energética para a futura mamãe, pode ser o próprio alimento para filhotes, mas o ideal é que o tutor leve o pet ao veterinário e ele indique a alimentação mais adequada. Ao se aproximar da época do parto, deixe preparada uma caixa com jornal rasgado em um local quentinho e seguro, de preferência afastado de outros animais e crianças, para a cadela ou gata poderem ficar confortáveis e seguras e assim se sentirem inclinadas a usar o lugar.

As primeiras horas

Mesmo sendo mamãe de primeira viagem, sua peludinha não deverá precisar de grande ajuda com o parto e os primeiros cuidados com os filhotes. Assim que eles nascem a mãe já começa a lamber o filhotinho, especialmente no abdômen, e essa ação estimula o funcionamento dos órgãos do recém-nascido. Pode haver um período médio de meia hora entre o nascimento de um filhote e outro, sendo que o tempo tende a ser mais longo nos últimos filhotes da ninhada.

Assim como a mãe, mesmo inexperiente, já sabe o que fazer, os filhotes já conseguem se virar e começar a mamar logo nos primeiros momentos e esse primeiro leite (chamado colostro) é essencial para o desenvolvimento dos recém-nascidos.

As primeiras 24h

Os bebês são dela! Não mova ou banhe nem a mãe nem os filhotes no primeiro dia. Seu pet estará bastante protetor em relação à sua ninhada, então mantenha o ambiente calmo e respeite se ela se mostrar desconfortável com sua presença. Vigie ocasionalmente para ver se não há nenhuma emergência ocorrendo, como vermelhidão excessiva e corrimento nas mamas, ou espasmos e convulsões na mãe. Evite a circulação excessiva de pessoas e especialmente de crianças menores, que tendem a ficar muito agitadas com os filhotes fofinhos. Passadas as 24h você pode gentilmente limpar apenas mãe com uma toalha e água morna, caso ela não tenha se limpado ainda (gatas provavelmente já terão se limpado). Não dê um banho completo em nenhum dos pets, eles são muito ligados ao olfato e pode gerar consequências indesejadas. Após alguns dias troque o jornal sujo por novos, para evitar infecções.

O desenvolvimento da ninhada

Os filhotes nascem muito frágeis e com os sentidos ainda pouco desenvolvidos. Eles devem abrir os olhos entre 10 e 15 dias e começar a explorar o ambiente depois da terceira semana. Antes desse tempo evite pegar demais nos filhotes, especialmente se a mãe não estiver por perto. Nesses dias que sucedem a terceira até a nona semana o filhote (especialmente em cães) estarão na fase de socialização, onde deverão ser apresentados aos estímulos e pets que deverão conviver pacificamente, mas tenha bastante cuidado ao introduzir os outros pets da casa aos filhotes.

Alimentação

Mantenha a dieta energética que a mãe estava recebendo durante o parto, ela vai precisar de bastante alimento para a produção de leite até o período de desmame. Os filhotes deverão receber apenas o leite materno até 30 dias de vida, e entre 30 e 40 dias eles devem começar a comer alimentos sólidos e iniciar o desmame. Nesse período comece por dar papinhas de filhotes para eles e vá aos poucos fazendo a transição para a ração de filhotes.

Caso a mãe não esteja dando leite ou você tenha encontrado algum filhote com menos de 30 dias abandonado, procure um veterinário e ele deverá indicar um substituto para o leite materno. Não dê leite de vaca para os filhotes, sob o risco de causar diarreias, flatulências, cólicas e até o óbito do novo pet.

Após o desmame

É preciso manter a gata ou cadela afastada dos machos não castrados durante todo o período do parto até o desmame, ou ela poderá entrar no cio nesse período e ficar prenha novamente, o que pode ser prejudicial para os filhotes e para a própria saúde da fêmea. Se possível mantenha a gata ou cadela dentro de casa. O ideal é castrar seu pet após o período de desmame, lembre-se que milhares de pets são sacrificados todos os anos em abrigos e mesmo que você consiga um lar para os novos filhotinhos a castração da fêmea evita outro problemas futuros comuns e cadelas e gatas, como o câncer e mama e a infecção do útero.

Evite separar a mãe de todos os filhotes de uma só vez, caso vá doá-los, ou você pode acabar traumatizando sua gata ou cadela. Tome intervalos de alguns dias entre as doações e se prepare para um pouco de choradeira.

Maternidade

Muitos tutores acham legal deixar seu pet se tornar mamãe pelo menos uma vez, e sejamos honestos, filhotinhos são muito fofos. E você, já presenciou algum parto de gata ou cadela?

Comments

comments